Fesspmesp | Sintrasp participa de encontro da diretoria executiva da Federação dos Servidores

Nosso presidente Antônio Rodrigues dos Santos, o Toninho do Caps, marcou presença, dia 11 de março, no encontro da diretoria executiva da Fesspmesp (Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos Municipais do Estado de São Paulo). Em suma, o objetivo da reunião foi debater a atual situação das entidades sindicais e planejar ações de luta contra o desmonte dos direitos do trabalhador.

O ENCONTRO

O presidente da Fesspmesp, Aires Ribeiro, comandou os trabalhos do dia. Assim, diversas pautas foram tratadas, tais como: planejamento de ações para 2020; apoio aos Sindicatos filiados por meio de visitas; eleições sindicais; orçamento; convênios e benefícios; entre outros. Outro destaque foi a convocação das entidades para a mobilização do dia 18 de março. Ou seja, trata-se do Dia Nacional de Lutas, protestos e paralisações, definido pelas Centrais Sindicais como oposição aos atuais ataques do Governo aos direitos do trabalhador.

Além disso, uma pauta em destaque no encontro foi a questão do aumento da alíquota previdenciária para Servidores públicos. O assunto gerou grande debate entre os sindicalistas, visto que há várias diferenças entre municípios, como, por exemplo se há ou não instituto próprio, dívidas com a União, atual porcentagem de desconto, entre outras. Assim, a Federação se propôs a ser protagonista na defesa dos trabalhadores, não só nesta, mas em todas outras vertentes.

POSIÇÃO DO SINTRASP

“Infelizmente, muitas entidades sindicais ficaram de braços cruzados desde o início dos ataques aos trabalhadores, que começaram no Governo Temer. Agora, estamos em um momento difícil. Contudo, não devemos nos acovardar, e foi essa a principal mensagem passada pela Federação no encontro. Acredito que apenas a união entre Centrais, Confederações, Federações, Sindicatos e Servidores é que poderá reverter o cenário atual. Dia 18 de março, será um bom termômetro para verificar a força do trabalhador. E, nós do Sintrasp, não abriremos mão dessa luta!”, afirma Toninho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *